A composição das comissões é votada a cada dois anos, e acompanha o período de gestão da mesa diretora.

As comissões permanentes que atuarão nos próximos dois anos na Câmara de Vereadores de Araranguá, foram votadas na sessão de segunda-feira (11). Ao invés de seis, agora são sete, já que conforme aprovado no mês passado, mais uma comissão foi criada por sugestão do vereador, Neno Fontoura, que defendeu que a Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Saúde e Assistência Social fosse desmembrada. A ideia foi acatada pela maioria dos vereadores e aprovadas na sessão do dia 25 de fevereiro. “A alteração foi necessária para dar mais representatividade aos vereadores e especificar melhor os assuntos a serem discutidos pelas comissões”, justificou na época.

Leia Também: Pedido para instalação de CPI é protolocado na Alesc

A composição das comissões é votada a cada dois anos, e acompanha o período de gestão da mesa diretora. As atuais comissões seguem até 2020 e a formação contou com vereadores de quase todas as siglas representadas na casa. De acordo com o presidente, Daniel Viriato Afonso, as composições terão total liberdade para deliberar sobre o conteúdo de cada uma. “Alguns vereadores manifestaram interesse em participar de determinadas comissões que se identificavam mais com o assunto. A mesa diretora dará total apoio ao trabalho de todas que é importante para que projetos sejam aprovados e que beneficiem toda a população”, manifestou.

Por: Câmara de Araranguá