Parar de fumar sempre vale a pena em qualquer época da vida, mesmo que a pessoa já tenha alguma doença causada pelo cigarro, como câncer ou enfisema

Abandonar o cigarro não é uma tarefa fácil. Sabendo que o tabagismo é uma doença epidêmica que causa dependência física – e que está relacionada ao agravamento de várias outras doenças, muitas delas incapacitantes e fatais, como o câncer –, o primeiro passo para parar de fumar é ter determinação e escolher uma data para ser o primeiro dia sem cigarro.

O método de parada poderá ser de forma abrupta ou gradual. A parada abrupta é a estratégia mais efetiva e a mais adotada pelos ex-fumantes. A parada gradual, por redução ou adiamento, não deve levar mais que duas semanas para o fumante parar de fumar em definitivo.

Controle do Tabagismo
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

Controle do Tabagismo

Conheça 3 métodos para parar de fumar e faça sua escolha

Parada abrupta

É quando se para de fumar de uma hora para outra, cessando totalmente o uso de cigarro. Em outras palavras, se consumir um maço por dia, a parada abrupta é fumar o maço usual hoje e nenhum cigarro amanhã.

Parada gradual por redução

É quando se reduz gradualmente o número de cigarros diários até parar em definitivo. Por exemplo, um indivíduo que costuma fumar 20 cigarros por dia, se programa para deixar de fumar em 4 dias, diminuindo 5 cigarros por dia. No primeiro dia da programação reduzirá para 15, depois 10, 5 e zero.

Parada gradual por adiamento

É quando se adia o horário do primeiro cigarro do dia até parar. Por exemplo, uma pessoa que está acostumada a acender o primeiro cigarro do dia às 8h, se programa para deixar de fumar em oito dias, adiando em 2 horas o primeiro cigarro do dia. No primeiro dia da programação, o primeiro cigarro será aceso às 8h. Às 10h no segundo dia, às 12h no terceiro, e assim por diante. No oitavo dia, tem que acordar e não acender mais nenhum cigarro, porque é o dia da parada.

“Buscar tratamento especializado é a melhor maneira de saber o método de parada mais eficaz”, observa a especialista do INCA. Portanto, caso tenha dúvidas, procure um médico, pois somente ele poderá avaliar a utilização de outros procedimentos, como adesivos de nicotina, por exemplo.

Para ajudar quem quer parar de fumar, listamos algumas atitudes que podem contribuir para o sucesso da decisão. Aqui estão algumas dicas para quem quer parar de fumar:

  • Tenha determinação
  • Marque um dia para parar
  • Corte gatilhos do fumo
  • Escolha um método
  • Encontre substitutos saudáveis
  • Livre-se das lembranças do cigarro
  • Encontre apoio de amigos e familiares
  • Escolha a melhor alimentação
  • Procure apoio médico
  • Troque experiências em um grupo de apoio

Atenção:

Na fase inicial, é melhor evitar lugares com muitos fumantes até que você se sinta fortalecido. Mas mantenha seus prazeres e lazeres – só que sem cigarro.

Conheça o Programa Nacional de Controle do Tabagismo