Ontem fez um ano desde a prisão de Lula e as caravanas mobilizam a população.

Às 6h30 da manhã, horário marcado para a concentração das caravanas no terminal Boa Vista, em Curitiba, seria impossível imaginar que tanta gente dedicaria o 7 de abril de 2019 a protestar contra este um ano da prisão política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A garoa fina e a brisa fria gelavam quem descia dos primeiros ônibus que chegavam à capital paranaense.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

Mas o quadro não demorou a mudar, assim como o tempo. Ao longo da passeata que a partir das 8h percorreu 3,5 quilômetros até o bairro de Santa Cândida, mais e mais gente foi chegando. O tempo firmou, o solzinho apareceu e o calor surpreendeu quem trocou o conforto do dia de descanso pela luta.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

O sul de Santa Catarina foi representado por líderes e simpatizantes. A caravana saiu de Araranguá ás 23 horas de sábado e chegando por volta das às 7h, indo direto para a manifestação Lula Livre.

Foto caravana Araranguá
  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest
Mais de 10 mil pessoas de todos os cantos do Brasil estejam em Curitiba. Empunhando faixas e bandeiras com os dizeres “Lula Livre”, apoiadores do ex-presidente também estampam materiais de protesto contra o governo e a Reforma da Previdência.

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

Os atos também foram realizados em dezessete capitais brasileiras e outras 32 atividades foram organizadas em cidades de 16 países. O atos também lideram assuntos nas redes sociais, sendo um dos mais falados no Twitter.

Com informações de CC / B247 / BA