Valorizando nossa terra VOLTAR 
 
RICARDO ALVES
macuco@nyx.com.br
A qualidade de vida está ligada com a integração do indivíduo com o lugar onde vive. Valorizando a cidade, você está cooperando, acima de tudo, com você mesmo. Escolhi esse enfoque por um simples motivo: desde pequeno ouço reclamações sobre o chão onde se pisa: falta do que fazer, festas...algo diferente. Tomo como exemplo duas cidades: Florianópolis, onde moro há doze anos, e Sombrio, minha terra natal.

São poucas as cidades pequenas que são como Sombrio: bem localizada, entre Floripa e Porto Alegre, vizinha de Torres, o balneário mais bonito do Rio Grande do Sul, com opções para sair à noite, pois abriu mais uma casa noturna, e com praia há sete quilômetros. É um privilégio ter o mar pertinho. Imagine-se vivendo em outra cidade de 24 mil habitantes, só que no meio das montanhas, distante 200 quilômetros do mar. No verão seria um trabalho, com certeza. Eu, por exemplo, talvez nunca me interessaria por surf e consequentemente, não saberia escrever, pois foi através desse esporte que aprendi a pôr as idéias no papel.

Espero não estar sendo mal interpretado. Claro que o sombriense ama sua terra. Definitivamente. Admiro seu interesse pelas suas raízes e seus costumes, como o sotaque com o "r" puxado e outras peculiaridades encontradas somente aqui. Apenas quero expôr uma idéia que me "sufoca’ há anos e que agora tenho oportunidade de dividi-la com vocês. Quando falo para alguém de onde sou, explico tudo isso: é uma cidade pequena, mas tem isso e aquilo. Me lembro quando cheguei aqui: ninguém nunca tinha nem ouvido falar em Sombrio, hoje já é diferente.

Confesso que ouço em Florianópolis reclamações da mesma natureza. Para uma capital, a ilha de Santa Catarina não tem as mesmas opções de Curitiba ou Porto Alegre porque é uma capital pequena, mas por outro lado é a melhor da federação em qualidade de vida justamente por isso. Esses fatores e as limitações geográficas faz com que a cidade não sofra do caos urbano das grandes metrópoles. Isso atrai a cada ano pessoas de todo o país para cá, o que demonstra a necessidade de revisar o planejamento urbano.

A simplicidade, associada a sua beleza natural, é o que faz de Floripa um lugar especial. Mas então porque as reclamações de uma das cidades mais bonitas do mundo? Simples. A resposta está na palavra rotina. Seja aqui, Sombrio ou em qualquer outro lugar do mundo, a rotina gera stress, insatisfação com o seu cotidiano. São Paulo, a cidade com mais opções de lazer e trabalho é a campeã de stress.

A qualidade de vida está nos pequenos centros, acredite. Dar valor ao seu chão é valorizar suas raízes e sua própria existência. Até a próxima semana.