Home  | Histórico | Dados | Turismo | Imagens | Hospedagem

História


Os primeiros colonizadores desbravaram as terras onde hoje se encontra Morro Grande a partir de 1918. Eram famílias descendentes de italianos vindas de Rancho dos Bugres, Morro da Fumaça, Rio Galo, Urussanga, Vila Nova, Içara e Criciúma, atraídas pela promessa de solo fértil. Ao longo de 10 anos, formou-se no local uma comunidade com centenas de imigrantes e muitas crianças, o que levou à construção da primeira escola antes disso, as crianças até 14 anos tinham aulas em uma casa particular. Morro Grande foi distrito de Meleiro, do qual emancipou-se em 30 de março de 1992. 

A base da economia de Morro Grande é a agricultura, com destaque para o cultivo de arroz, milho, feijão
e banana e o beneficiamento de madeira. Nos últimos anos está sendo incentivada a implantação de aviários, alternativa para um município que ainda depende exclusivamente da agricultura. Apesar de Morro Grande ser uma cidade tranqüila, sem criminalidade e onde não há pobreza, o êxodo foi expressivo: conforme o IBGE, havia 5.000 habitantes no município em 1992 hoje, restam 2.917. 
Prefeitura Municipal (48) 537-1060

Segundo o primeiro prefeito eleito Dário Crepaldi, a emancipação trouxe melhorias sob todos os aspectos. "Estávamos esquecidos. Agora estamos fazendo melhorias nas áreas da saúde, da educação e incrementando a agricultura."

Uma das prioridades da administração, foi conseguir a ligação asfáltica de Morro Grande com Meleiro, no qual facilitou o escoamento da produção, o incentivou do turismo no município, propiciando o aproveitamento do potencial na área do turismo rural e do turismo ecológico.

Morro Grande possui grande potencial turístico, uma beleza que precisa ser explorada.